Seguindo a nossa tradição, realizamos o nosso concurso cultural anual, que elege 12 pets para participarem do nosso calendário do ano subsequente.

Agradecemos a todos que participaram e compartilharam suas histórias conosco, e para eternizá-las, repostaremos todas neste artigo do nosso blog para que cada história seja lida e lembrada por nossa comunidade. Será que a sua foto aparecerá no calendário 2021? Confira abaixo:

Resultado do Concurso Amor de Pet 202012º: Aleff e Apolo Safadão

Conheça a história deles:

“Meu sonho era ter um husky siberiano, então trabalhei para comprar um, porém, com o passar do tempo gastei o dinheiro, foi então que conhece uma rapaz que insistiu para eu ver o irmão do apolo, mesmo sem eu ter condições de comprar, quando cheguei na casa do vendedor, ele falou q j tinha vendido o irmão do apolo , so que o apolo tinha acabado de chegar da clínica veterinária onde tava interndo, ele nasceu com uma displasia nas 4 patas e não podia andar, então ele me perguntou se eu queria cuidar do apolo e de todo tratamento dele, nao pensei duas vezes e aceitei. Hoje ele é o cachorro mais lindo do mundo para mim. Por isso que o nome dele é apolo safadao, porque ele anda, corre e faz bagunça como todos os cães e somos felizes juntos.”

Resultado do Concurso Amor de Pet 202011º: Amanda e Maggie

Conheça a história delas:

“Maggie foi a segunda York que tivemos! Ela é muito especial, Independente mas na medida certa, amável e muito vaidosa! Quando pegamos ela, ela estava com um irmãozinho shitszu, brincando muito! Ela adora ir tomar banho e sabe quando está linda!”

Resultado do Concurso Amor de Pet 202010º: Niraldo e Pitty

Conheça a história deles:

“Hoje vou contar um pouco da minha história com Pitty. Logo que Pitty nasceu eu disse: ‘esse é meu’. Ele teve 4 irmãos e logo fiquei encantado. Ele é meu primeiro cachorrinho. Tinha pouco tempo de casado e sempre desejava ter um cachorrinho.

Logo ele se tornou a sensação da casa. Contava as horas para voltar pra casa para ficar com ele. Ele fica numa felicidade plena quando chego, corre de um lado pra outro latindo e balançando o rabinho demonstrando a intensa felicidade que está vivendo.

Ele é obediente, amigo, companheiro e fiel. Teve uma vez que fiz uma cirurgia e ele ficava o tempo todo do meu lado, fazendo companhia pra mim. Via nos olhos dele a preocupação de me perder. Ele tem vários brinquedinhos que deixam ele feliz gastando muita energia. Ele gosta de passear, comer, brincar e dormir no meu colo. Ele também adora correr atrás de gatos, o muro da minha casa é alto e os gatos gostam de passear por ele. Ah, ele só dorme grudado nos meus pés na cama.

Fico muito feliz em proporcionar pra ele uma vida feliz. Temos uma conexão tão forte que percebo logo quando ele está sentindo algo, afinal já nos conhecemos bastante. Quando viajo sempre levo ele comigo e advinha onde ele quer ir? No meu colo. Parece que ele gosta muito do meu colo que não desgruda. Ele já viajou comigo pra diversos estados e cidades, é um cachorro de luxo.

Pitty pra mim é como um tesouro encontrado. Além de tudo ele gosta muito de tirar fotografia. Ele convive também com minha esposa e mais dois amiguinhos onde tenho certeza que completa mais ainda a felicidade que possui. Se eu perguntar pela companheira dele ele sai procurando pela casa inteira demonstrando ser responsável e dedicado. A cada dia eu percebo que Pitty nasceu para completar minha felicidade, pois, sou muito feliz por fazer parte da vida dele e de proporcionar pra ele um lar de eterna felicidade. Todos os dias passeamos na Praça em dois turnos e tenho certeza que ele adora. Ele só tem um defeito; quando ele vê outros cachorrinhos começa a latir para espantar, parece que deve ser de medo. Agradeço a Deus pela oportunidade que tenho de proporcionar felicidade e amor e também de receber muito carinho e amor. Sempre digo: Pitty é amor, carinho e felicidade.”

Resultado do Concurso Amor de Pet 20209º: Rosa e Spaik

Conheça a história deles:

“Meu pet veio à nossa família realmente como um filho para fazer companhia à minha filha de 10 anos que, na época, tinha 8 anos. Por ela sempre querer um irmão e meu esposo no momento não queria outro filho, resolvi comprar Spaik para ser esse irmão dela. E não é que deu certo mesmo? Ela não pediu mas um irmão ele passou a suprir essa necessidade dela. Lindo, né?

Resultado do Concurso Amor de Pet 20208º: Val e Surya

Conheça a história delas:

“Olá, essa é Surya, uma cachorrinha que foi descartada pela sua tutora aos 11 anos de idade. Não imaginei que um dia pudesse acolher essa coisa linda na minha vida por que sou uma senhora de 74 anos de idade, mas não poderia deixar essa bbzinha ir para as mãos sei lá de quem… Hoje digo que ela fez uma total mudança em minha vida. Me deu um up que não imaginava. Me tirou da zona de conforto e me atirou pra rua, pra conhecer novas companhias e amigos. Só agradeço por essa nova fase em minha vida.

Resultado do Concurso Amor de Pet 20207º: André e Princesa

Conheça a história delas:

“Há 2 anos eu tinha uma Chow Chow chamada Safira. Ela era linda, mais infelizmente, por um descuido meu, ela foi atropelada e eu fiquei uma semana sem sair de casa sem querer falar com ninguém . Aí minha esposa, junto com minha família, resolveram me presentear com outra Chow Chow o nome dela é Princesa, é muito linda e hoje ela preenche o meu coração e de minha família. Obrigado meu Deus

Resultado do Concurso Amor de Pet 20206º: Cami e Salem

Conheça a história delas:

“Julho de 2019, 23h da noite, voltando da aula encontro uma gata branca, toda manchada de sangue, me aproximei para ver se estava viva e estava, ela tinha levado uma facada. Pensei em passar reto e ir p casa pois já tinha 3 cachorros e não poderia levar a gata naquele estado, mas, não consegui, peguei ela naquele estado e levei p casa, cuidei dela e e no outro dia ela foi ao veterinário, gastei até o que eu não tinha mas salvei ela, na verdade eu acho que foi ela quem me salvou, ela foi forte demais, por isso dei o nome Lilith, combinava muito com ela. Cicatrizou, estava linda demais, dormia comigo todo dia, aprontava demais mas era a gata mais maravilhosa do mundo.

Passaram alguns dias e Lilith engravidou, (eu não tinha mais dinheiro para castrar ela pois ainda estava pagando os gastos) enfim, 20/12/19 nasceu 5 filhotinhos, todos perfeitos, Lilith novamente foi muito forte, decidi que ia segurar todos pois não queria tirar eles de perto dela e eu amo gatos.

10/01/20 envenenaram Lilith, meu mundo desabou, aquela gata era a minha vida. Peguei os filhotinhos e levei para meu quarto, no mesmo dia um amigo meu quis pegar uma gata filhotinha, então eu dei pois sabia que cuidaria bem, os outros 4 dormiam comigo e bebiam leite na seringa, o preto se chamava Salem, o branco Alecrim (o único da cor da lilith) e os dois mariscos era o Balthazar e Monabrisa.

Com o passar dos dias meu quarto foi ficando com muito cheiro de leite, já estava insuportável então minha mãe colocou meus gatos para fora, mas eles ainda eram muito pequenos, então coloquei de novo para dentro e nisso ela colocou fogo na minha cama (tenho fotos) então passei dormir no chão com eles. Quando ficaram maiores já não paravam só dentro de casa, todos usavam coleirinhas com identificação e afins, até que um certo dia Balthazar some, procurei muito muito muito e nada, dias depois meu pai resolve me contar que ele havia sido atropelado, fiquei em choque novamente e nos mudamos para outro bairro, sobrou apenas Salem, Alecrim e Monabrisa.

Passou cinco meses, os três não se desgrudavam estavam grandes e gordos e muito felizes, usavam roupinhas no frio, chupavam bico e todos os mimos possíveis. Dia 13/09/20 Salem é morto, (ainda não consigo ficar um dia sem chorar) meu gatinho preto era tudo pra mim, ainda é, (se eu pudesse dar a minha vida por eles eu daria sem pensar 2x, só eu sei o tanto que eu estou sofrendo com a morte do Salem, ainda sinto muita falta e saudade dele, pensei em suicido quando ele se foi, pois ainda nem tinha superado a Lilith e Balthazar, mas não tenho coragem de deixar os meus dois filhos.)

Enfim, sobrou apenas Alecrim e Monabrisa, os primeiros dias ficavam em cima de onde enterramos o Salem, e só queriam ficar perto de mim, mas com o passar dos dias foram voltando ao normal. Monabrisa estava grávida, e hoje dia 7/10/20 pela manhã, antes de eu sair trabalhar ela deu a luz a dois gatinhos mortos, eu chorei tanto, estou tão mal escrevendo isso, mas ela está bem, tá comendo, bebendo água, está normal. Monabrisa e Alecrim não se desgrudam e eu também não, eles são tudo pra mim, faço o impossível por eles sempre. Eu escolhi a Queria muito poder mandar a foto de todos eles para vocês verem mas só vai uma foto, então vai a da Monabrisa que está sendo forte igual a mamãe dela.❤️

PS: Alecrim tem fotos maravilhosas também.

Resultado do Concurso Amor de Pet 20205º: Gabriela e Thor

Conheça a história deles:

“Fui informada de um cão que estava doente e seu dono se recusava a levar ao médico. Com a ajuda de um funcionário do local peguei Afrodite que faleceu no dia seguinte, mesmo dia que recebi nova ligação do funcionário sobre outro cão do local que estava precisando de ajuda. Foi uma luta, mas o Thor venceu a parvovirose com 7 meses. Precisou de mais cuidados devido a complicações na internação e com muita resiliência aceitou que eu trocasse seus curativos sem reclamar da dor e sempre com muita gratidão a mim. Com o passar do tempo, Thor ficou bom e descobri que ele era bom em fazer truques e que tinha uma ótima relação com pessoas especiais. Começamos a participar de desfiles, ganhamos muitos concursos á fantasia e participamos do curso de Terapia Assistida com Animais onde Thor trabalhou em uma atividade prática com idosos. Enquanto os outros cães mais experientes estavam com grupos grandes de idosos cheios de energia, Thor ficou no cantinho com um idoso que não podia interagir devido sua alta debilidade e uma senhora que apesar de ter muito medo de cães se apaixonou por esse cachorro enorme e carinhoso. É lindo ver a alegria que ele leva onde quer que vá, o que quer que faça! Depois de formada decidi voltar a faculdade e fazer veterinária por causa dele. Fizemos eventos beneficentes para arrecadar ração para quem ainda não teve a sorte dele, resgatamos e cuidamos juntos de alguns animais, e hoje, com a saúde recuperada, Thor é doador de sangue regular. Recentemente fiquei doente e incapacitada de cuidar dele e mais uma vez ele entendeu perfeitamente a necessidade de ser forte e esperar eu me recuperar. Por 45 dias ele não saiu do pé da minha cama e demonstrou a mesma resiliência de quando nos conhecemos. Foi surpreendente e lindo. Eu mudei a vida dele e ele, sem dúvida alguma, mudou a minha. Eu aprendi muito mais com ele do que ele possa ter aprendido comigo! Já se passaram 3 anos, mas a emoção de contar por tudo o que passamos e ver onde chegamos ainda deixa meus olhos transbordando de alegria e muitas lágrimas.

Resultado do Concurso Amor de Pet 20204º: Bianca e Moana

Conheça a história delas:

“A minha mamãe é apaixonada por cachorros da raça bulldog francês, porém há 3 anos quando ela era estudante e ainda não trabalhava e não tinha condição de adquirir um dog da raça, uma amiga dela veterinária contou que uma buldog francês fêmea de 5 aninhos havia sido maltratada e estava para adoção, ela não resistiu e adotou a minha irmã @bulldoglalu que foi muito amada e cuidada até completar os seus 8 aninhos vindo a falecer devido às comorbidades caudadas pelos maus tratos anteriormente sofridos deixando a minha mamãe muito triste.

Certo dia um dos seguidores do Instagram da Lalu que acompanhava a rotina dela e da mamãe e achava as duas o máximo juntas, contou para uma amiga toda a trajetória da Lalu e o quanto mamãe a amava e lutou por sua vida ate o fim. Essa amiga tinha uma fêmea de bulldog francês chamada Juju que havia falecido após dar à luz aos seus 5 bulldoguinhos e logo quando soube da trajetória da mamãe fez questão de entrar em contato com ela e me ofereceu de presente com 47 dias de vida. A mamãe viajou 200km para me conhecer, pois nasci no interior da Bahia e desde o primeiro dia que coloquei o olho nela e a enchi de lambeijos eu sabia que a nossa ligação era diferente. Ela me deu o nome de Moana que significa aquela que tem essência divina. Sou a @moanabulldogbaiana, uma neném muito feliz, pois apesar de ainda com dias de nascida ter perdido a minha mamãe de sangue, ganhei uma mamãe humana muito carinhosa e amiga, além de saber que tenho um anjo protetor chamada Lalu que cuida de mim e da minha família e por incrível que pareça dizem que sou muito parecida com ela tanto em questão física como nas atitudes e brincadeiras que faço com a mamãe.

Sou uma bulldoguinha sortuda e quero desejar nesse dia das crianças muitos sorrisos na vida de todos e que os doguinhos tenham a oportunidade de serem amados, pois amor nós temos no coração de sobra para doar.

3º: Rosemeire e MelResultado do Concurso Amor de Pet 2020

Conheça a história delas:

“Melzinha passou a residir com sua nova família com 48 dias de nascida. Muito fofinha, alegre e carinhosa conquistou a todos. Infelizmente, com poucos dias começou a aparecer os problemas de saúde. Logo apareceu uma otite. Com 40 dias na sua nova residência, apareceu a primeira ulcera de córnea. Pensamos em colocar em um plano de saúde, mas não colocamos orientados pelo médico que a acompanhava. Tratamos a primeira úlcera e com uma semana surgiu outra. Foram um total de 4 úlceras. Acreditamos que ela já chegou na sua nova residência com a doença, e esta se manifestava todas as vezes que ela tomava banho. Era como se a imunidade dela baixasse devido ao estresse. Ela foi acompanhada inicialmente por médicos que tinham relação com o canil a qual ela foi comprada e estes não fizeram o diagnóstico correto. Ela quase perde o olho. E só conseguimos o diagnóstico e tratamento correto após conhecermos a vitalpet e após levar Melzinha para consulta com uma médica oftalmologista indicada pela Vitalpet. No dia seguinte após a consulta, voltamos a vitalpet e contratamos o plano de saúde. Descobrimos que Melzinha tinha babesiose (doença do carrapato). E ela era tão pequenina. Após o diagnóstico e tratamento correto Melzinha parou de ter úlceras. Infelizmente ela teve como sequela do diagnóstico tardio a ausência de produção de lágrima em um olho. Atualmente ela está bem e sua família segue cuidando e lubrificando o seu olho. A família de Melzinha é muito grata a vItalpet e a médica oftalmologista que a acompanha. Melzinha é a alegria da casa, é a filhinha querida e muito amada. Dorme colocando a cabeça no travesseiro da mamãe e acorda papai e mamãe com muitos lambeijos. Quem diria que ela dormiria na cama de mamãe? … mas vocês não sabem: esse espaço ela conquistou com menos de 24horas. Ela usou a tática dos lambeijos e conquistou todos os espaços da casa. Essa troca de amor, de cuidado e de carinho com Melzinha nos proporciona sermos pessoas melhores e mais felizes. Somos muito gratos por ter esse ser especial em nossas vidas! Amamos muito a Melzinha.

2º: Juliana e FilóResultado do Concurso Amor de Pet 2020

Conheça a história delas:

“Oi, me chamo Filó Maria, para alguns Fifi. Não sei ao certo minha idade e nem minha história antes do dia 21/11/2019, quando fui encontrada por anjinhos, que hoje chamo de mamain e paizineo 🥰 aaa, tenho um mano 🐕 que se chama Negan Pedro (a história dele já foi contada aqui).
Eu fui encontrada na rua com uma hérnia na região da minha barriguinha, também com tumor nas minhas tetinhas, muitas pulgas e bernes 🙄🥺 um montão de gente se uniu pra pagar a continha da minha cirurgia, fui muito amada desde então. Lembram que disse que não lembro da minha história antes do dia 21/11/2019? Mas a partir daí eu sei direitinho.. eu sou meio ceguinha e surdinha, mas eu sinto todos os dias o amor dos meus pais, irmão e titios do insta. Sou forte, carinhosa e muito, muito feliz em ter a sorte de ser salva. Mamain diz que adotar é um ato de amor, sinal que sou amada de montão. Talvez eu não tenho muito tempo aqui na terra, mas esse meus últimos tempos estão sendo a amostra grátis do paraíso ♥️

1º: Mazé e BelinhaResultado do Concurso Amor de Pet 2020

Conheça a história delas:

“Quero dividir com vocês minha história, que ao meu ver é bastante interessante e emocionante. A chegada de Bellinha na minha vida foi em um momento muito difícil e triste, o qual eu estava passando. Após o falecimento de meu pai, uma pessoa que eu amei muito e por ser filha única e apegada a ele, após o seu falecimento entrei em um processo de depressão muito intenso, houve dias em que desejei até morrer, meus filhos me vendo naquele estado de depressão e sem alegria de viver, no dia das mães meus filhos me presentearam com essa linda cadelinha da raça Shitzu, a qual foi chamada de Belinha. Amigos, no início achei que fosse somente uma cadelinha, mas com o passar do tempo o amor, companheirismo que essa pequena me proporcionou, me fez enxergar a vida novamente, um ser tão pequeninho, me olhava e se aconchegava em mim como se dissesse ‘Mulher, acorde para a vida, vem ser feliz comigo.’ Aqueles olhos negros que mais pareciam duas jabuticabas, me fizeram entender que a vida valia a pena, renasci através de minha doce Bellinha, meu amor, minha vida minha tábua de salvação. Hoje nos duas vivemos uma para a outra. Somos muito felizes!!