O que causa ansiedade nos cachorros?

Assim como os humanos, os cães podem experimentar ansiedade, muitas vezes manifestando-se na forma de vocalizações, comportamentos obsessivos ou mastigação destrutiva. Embora praticamente qualquer coisa possa causar ansiedade, as causas mais comuns incluem separação dos companheiros, socialização inadequada quando jovens, ruídos altos e experiências traumáticas. Algumas raças parecem ser propensas à ansiedade, mas na maioria das vezes, o comportamento é aprendido e, portanto, suscetível a modificações.

Quais são os sintomas básicos da ansiedade em cães?

Cães ansiosos frequentemente apresentam sintomas de medos, como mastigar, latir ou chorar. Outros sintomas que seu cão pode exibir incluem o achatamento das orelhas, encolhimento, dobra da cauda ou tremor. Alguns cães se agarram ao dono quando estão ansiosos, mas outros se tornam agressivos – até mesmo tentando morder a mão que os alimenta.

O que causa ansiedade nos cães

Quais são as causas comuns da ansiedade canina?

Socialização inadequada: Socializar é crucial para o bem-estar de um jovem cão a longo prazo. Cachorros criados em isolamento por mais de três meses frequentemente exibem medo sem causa ao longo de suas vidas. Os cães também podem desenvolver ansiedade de longo prazo entre cinco e oito meses de idade, sem amplas interações sociais. Frequentemente, cães que ficam ansiosos durante esse tempo direcionam sua ansiedade para um determinado objeto ou categoria de pessoas, por exemplo, homens ou crianças.

Ansiedade de separação: Descendentes domésticos do lobo, os cães são animais inerentemente sociais, e ficam ansiosos quando separados de sua matilha. O bando do seu cão pode incluir humanos, cães e outros animais de estimação. É provável que os cães experimentem ansiedade de separação até perceberem que quando você os deixa em paz, eles não serão deixados sozinhos para sempre. Alguns cães, no entanto, têm muito mais dificuldade em entender isso do que outros.

Mudanças estressantes: Às vezes, grandes mudanças como um novo lar e conhecer uma nova família causa problemas de comportamento – especialmente em cães resgatados que não tiveram estabilidade em suas vidas.

Evento Traumático: Uma lesão dolorosa, a perda de um ente querido ou algum outro evento traumático pode ser a causa da ansiedade do seu cão. Também pode fazer com que um cão se torne temeroso de um objeto, lugar, som ou pessoas específicas.

Ansiedade Genética: Algumas raças de cães exibem uma predisposição à ansiedade e outros comportamentos baseados no medo. Por exemplo, poodles padrão, Braco alemão de pelo curto, huskies siberianos e border collies (mais frequentemente do que outras raças) apresentam comportamentos extremos de abstinência sem qualquer causa óbvia. Como essa característica tende a ocorrer dentro de membros da família canina, provavelmente tem uma base genética. Consulte seu veterinário para obter opções sobre como você pode ajudar melhor seu cão, seja através de condicionamento mental ou talvez com o uso de medicamentos.

Tratamento para cães que sofreram trauma

Reduza a ansiedade de separação do seu animal de estimação com um pacote amoroso e consistente, incluindo familiares ou outros animais de estimação. Quando você tiver que deixá-lo em paz, forneça inúmeras distrações e brinquedos para ajudar a aliviar o tédio. Para cães que têm como foco a ansiedade, é bom evitar persuadir seu cão no meio de um ataque de ansiedade, pois isso pode reforçar o medo. Em vez disso, você deve modelar um comportamento calmo e confiante e distrair seu cão com brincadeiras ou guloseimas. Se a ansiedade permanecer pronunciada, você pode precisar consultar seu veterinário ou encontrar um especialista em comportamento animal.