Vai investir em franquia? entenda os principais termos financeiros e jurídicosTer o próprio negócio é um dos principais sonhos dos brasileiros. Empreender no mundo das franquias é uma ótima escolha, já que no primeiro trimestre de 2019, o faturamento nesse mercado aumentou 5,9% em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo os dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising).

O mercado PET também apresenta grande crescimento ano a ano. Principalmente porque o Brasil conta, hoje, com cerca de 132 milhões de animais domésticos. Com isso, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com esses novos integrantes fiéis de suas famílias.

E se você aproveitar essas duas crescentes para abrir uma franquia de plano de saúde PET? Mas, antes disso, que tal entender os principais termos financeiros e jurídicos deste meio? Listamos abaixo tudo o que você precisa saber para começar o seu negócio com o pé direito.

  • Franqueador: é a pessoa ou empresa que criou o negócio. Após testar muito o seu mercado, nicho de atuação e metodologia de trabalho, consegue oferecer este modelo para os potenciais interessados que desejam investir em sua marca.
  • Franqueado: é essa pessoa que acredita e deseja investir em uma metodologia de marca que deu certo. A pessoa compra uma unidade e opera um modelo de negócio que representa uma empresa do franqueador.
  • Franquia: é o negócio que foi criado pelo franqueador e é adotado pelo franqueado, com todo o know-how e conhecimento que já foi testado pela matriz da marca após anos de atuação.
  • COF (Circular de oferta de Franquia): este documento precisa ser muito bem analisado antes de fechar o negócio. É aqui que o franqueado irá encontrar informações importantes como os balanços, deveres como franqueados, taxas e muito mais.
  • Taxa de franquia: este é o primeiro valor que o franqueado irá pagar para ter direito de fazer parte da rede de franquias. Esse valor está relacionado ao suporte de treinamento e também de implementação. Do momento da assinatura do contrato até o início das operações.
  • Prazo de retorno: quando você investe um bom dinheiro, precisa saber quando terá o retorno dele. Esse termo é o que estima quanto tempo você levará para ter o retorno do que você investiu na franquia.
  • Contrato de franquia: após o franqueado ler e entender o COF, recebe dentro de 10 dias o contrato da franquia. Este documento precisa ter todas as obrigações e direitos, tanto do franqueador, quanto do franqueado.
  • Royalties: um valor fixo ou percentual do faturamento do negócio que o franqueado deve pagar ao franqueador pelo uso de sua metodologia e tecnologia para a utilização do negócio. Este valor é cobrado mensalmente na maioria dos contratos.
  • Taxa de propaganda: além dos royalties, você também precisa contribuir para o marketing da franquia que você adquiriu. Por isso, o valor da taxa de propaganda também cobrado mensalmente com uma porcentagem do faturamento para que a empresa passe a ter mais notoriedade em suas áreas de atuação.
  • Estoque inicial e enxoval: antes de inaugurar a sua franquia, você precisará fazer um pedido mínimo, conhecido como “enxoval”, que são os produtos que vão construir o estoque para a venda ou prestação de serviços do seu negócio.

Agora que você já sabe mais sobre o mundo das franquias, que tal conhecer sobre o plano de saúde Vitalpet? A Vitalpet é uma operadora de plano de saúde para animais domésticos que atende na Bahia, São Paulo, Sergipe, Santa Catarina e Rio Grande do sul. O plano de saúde veterinário atua no mercado desde 2011 e é registrado no CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária). Com investimentos a partir de R$20 mil reais, você pode ter retorno em menos de dois anos.