Com certeza você já se perguntou se a anatomia dos olhos caninos são iguais aos nossos. A resposta é que os olhos dos cães não são tão diferentes dos nossos. Eles têm pupilas, córneas, lentes, bastonetes e cones que funcionam de maneira semelhante à nossa.

E por ter grande semelhança conosco, eles também podem desenvolver as mesmas doenças que nós humanos. Uma dessas doenças é a catarata – ou lentes oculares turvas.

É importante saber o que são as cataratas, como as cataratas caninas são causadas e o que os veterinários podem fazer para tratá-las. Dessa forma, você pode tomar medidas para reduzir as chances de seu cão desenvolver catarata e obter o tratamento necessário.

1 – O que são cataratas em cães?

Geralmente a catarata é diagnosticada em cães com uma idade mais avançada. Os cães desenvolvem catarata da mesma forma que os humanos. Uma película turva se instala na lente do olho e impede a entrada de luz. 

Os olhos do seu cão têm água e proteínas neles. A catarata se forma quando as proteínas começam a se agrupar e se formam em uma substância semelhante a uma nuvem no cristalino do olho. 

Mais e mais proteínas se reúnem, eventualmente turvando toda a lente. A catarata pode começar pequena e crescer grande, ou pode aparecer durante a noite e cegar completamente o seu cão.

2- Afinal, o que causa a catarata em cães?

Geralmente a catarata é uma característica hereditária, portanto, se um cão é uma das raças conhecidas por catarata, há uma boa chance de desenvolvê-las.

A Diabetes Mellitus (diabetes de açúcar), por exemplo, também pode causar catarata em cães.

Também é possível que lesões oculares, que podem causar inflamação, levem à catarata. A idade é outra das principais causas do desenvolvimento de catarata, aparecendo repentinamente sem uma condição subjacente.

3- Como posso saber se meu cão está desenvolvendo catarata?

Existe outra condição bem semelhante à catarata, que é a esclerose nuclear ou endurecimento das lentes à medida que seu cão envelhece. Essa condição faz com que seus olhos fiquem mais turvos, mas não causa cegueira. Seu cão pode ver mesmo que suas lentes oculares tenham mudado. Seu veterinário examinará os olhos do seu cão para determinar se eles têm esclerose nuclear ou catarata.

As estruturas dos olhos dos cães mudam à medida que envelhecem, assim como as nossas. Se o seu cão estiver envelhecendo e começar a desenvolver uma aparência turva nos olhos, ou se tiver uma doença ocular subjacente, as cataratas podem começar a aparecer.

Eles podem permanecer pequenos ou crescer, dependendo da condição que os causou e de onde estão na lente. Se a catarata se desenvolver porque seu cão tem diabetes, ela pode se expandir rapidamente para cobrir todo o cristalino. 

4- Saiba o que acontece quando uma catarata não é tratada?

Após o diagnóstico feito pelo médico veterinário, é extremamente importante que o seu cão realize o tratamento adequado, caso contrário ele poderá perder a visão de forma definitiva.  A catarata bloqueia completamente a entrada de luz no olho através da lente e impede que seu cão veja. A condição ainda é tratável naquele momento com cirurgia, mas sem tratamento, pode evoluir para glaucoma.

O Glaucoma em cães é uma condição em que há muita pressão no olho, o que danifica o nervo óptico. Se o nervo estiver danificado, seu cão ficará permanentemente cego no olho onde o nervo sofreu o dano.

É importante notar que nem todas as cataratas podem levar ao glaucoma ou à cegueira. Às vezes, eles se desenvolvem apenas o suficiente para causar alguma redução na visão.

O glaucoma não é a única condição que pode ser causada por catarata não tratada. Outra é a luxação da lente, ou uma condição em que a lente pode flutuar fora do lugar. A dissolução da catarata, onde as cataratas se dissolvem por conta própria, pode causar inflamação profunda no olho e levar a uveíte ou glaucoma.

A uveíte é uma condição inflamatória dentro do olho que é dolorosa para o seu cão e pode causar cegueira.

5- Saiba quais cães são propensos a catarata?

Todos os cães podem desenvolver catarata, mas algumas raças são mais propensas à doença devido a características genéticas. 

Alguns destes são:

  • American Staffordshire Terrier

  • Pastor australiano

  • Bichon Frisé

  • Boston Terrier

  • Cocker spaniel

  • Bulldog francês

  • havanês

  • Labrador retriever

  • Schnauzer miniatura

  • Poodle

  • Husky siberiano

  • Terrier de seda

  • terrier branco de montanhas ocidentais

6- Como a catarata em cães é diagnosticada?

Apenas o médico veterinário pode realizar esse diagnóstico, o exame pode ser feito utilizando uma luz diretamente nos olhos do cão. Também são usados exames de sangue para determinar se alguma condição subjacente pode ter causado a catarata do seu cão.

7- Como posso ajudar a preservar a visão do meu cão?

Na maioria dos casos, você não pode prevenir a catarata, mas existem maneiras de garantir que a visão do seu cão seja preservada, especialmente se uma condição médica como diabetes a causar. Esses incluem:

  • Examine os olhos do seu cão regularmente.

  • Leve o seu cão ao veterinário se os olhos estiverem turvos ou cinza-azulados.

  • Leve seu cão ao veterinário se suspeitar que ele está tendo problemas para enxergar.

  • Se possível, descubra o histórico médico dos pais do seu cão, pois a catarata geralmente é herdada.

  • Esteja ciente de quaisquer condições que seu cão tenha que possam causar catarata, como diabetes ou trauma ocular.

8- Como a catarata pode ser tratada em cães?

É preciso entender que não existem remédios conhecidos que possam reverter a formação de uma catarata, por enquanto a cirurgia é a única opção para a catarata depois de formada. 

Um dos objetivos da cirurgia de catarata em caninos é devolver a visão funcional. 

A catarata é removida com um procedimento cirúrgico sob anestesia geral. A lente é removida e o veterinário a substitui por uma lente feita de plástico ou acrílico. Pode haver apenas a necessidade de operar em um olho, ou o oftalmologista veterinário pode precisar realizar o procedimento em ambos os olhos.

Os veterinários também realizam testes para procurar condições subjacentes que são conhecidas por causar catarata. Tratar quaisquer condições que possam causar a formação de catarata é essencial porque reduz as chances de que essas condições possam causar mais problemas de saúde.

9- Como posso cuidar do meu animal de estimação após a cirurgia de catarata?

Os olhos do seu cão ficarão sensíveis após a cirurgia, então eles devem ser colocados em uma coleira protetora para evitar que eles os esfreguem e causem danos. Os veterinários também lhe dão colírios para colocar nos olhos do seu cão algumas vezes por dia para mantê-los hidratados e deixá-los curar corretamente.

Seu animal de estimação precisará descansar e ficar em um ambiente calmo por algumas semanas enquanto seus olhos curam. Se você notar alguma complicação, notifique seu veterinário imediatamente.

10- Os Benefícios e Custos do Tratamento

A cirurgia para catarata canina pode ser cara. O procedimento em si pode custar até alguns milhares de reais por olho. Se o seu cão tiver alguma condição subjacente, os custos continuam aumentando à medida que você continua visitando o consultório e seu veterinário prescreve medicamentos para eles. 

Dependendo da gravidade da saúde e da catarata do seu cão, você pode enfrentar contas médicas de mais de  R$ 5.000,00. Em geral, os custos pré-operatórios estão entre R$500,00 e R$1.000,00 enquanto o preço da cirurgia varia de  R$3.000 a R$ 5.500,00.

Ter um plano de saúde para cobrir esses custos faz uma diferença enorme, aqui na Vitalpet, nós dispomos de planos de saúde pet, que dão acesso a consultas com especialistas, acesso a uma rede com mais de 350 clínicas, incluindo clínicas de atendimento 24h. 

Economize e mantenha o seu pet protegido, conheça os nossos planos que inclusive não têm carência para pets idosos. 

Chama a gente no zap e Aproveite e conheça os nossos planos que contam com clínicas especializadas em todos os segmentos veterinários em nossa rede de clínicas.

Se você gostou desse artigo, aproveita e segue a gente para acompanhar as nossas dicas @vitalpetbrasil